jazzportugal.ua.pt
HOME CONTACTOS BUSCA SUBSCRIÇÃO
 
agenda
media
escritos e entrevistas
músicos
jazzlinks
 

músicos > lista de músicos
Lopes, Manuela

cantora/guitarrista/compositora

Manuela Lopes, (Beira, Moçambique, 5 de Outubro 1963).


Manuela Lopes é uma cantora de jazz estabelecida no Algarve desde 1975. Em 1979, no início da sua carreira, assinou um contracto discográfico com os produtores da cantora americana Bonnie Tyler e do grupo da pop britânica, Status Quo, trabalhando na área da música pop durante dois anos.
Em 1982, Manuela Lopes participou num programa de divulgação cultural da RTP, onde apresentou alguns dos seus temas originais, que compunha em parceria com outros músicos.


A partir de 1983 destacou-se como interprete de jazz, actuando em diversos clubes algarvios. Entre outros, Manuela Lopes trabalhou com o pianista britânico Mike Jonhson, o guitarrista escocês, Jimmy Curry e o trompetista holandês Freddie Beherens.


Em 1985 participou no 1º Festival Internacional de Jazz do Algarve, em Vale do Lobo, actuando na primeira parte do concerto do saxofonista Britânico, Ronnie Scott, dono do famoso Clube de Jazz em Londres. Na audiência estavam, entre outros, Luís Villas-Boas, fundador do
Hot-Clube de Lisboa, a actriz internacional Audrey Hepburn e a famosa estrela da Pop britânica, George Michael. As qualidades vocais e interpretativas de Manuela Lopes grangearam-lhe críticas favoráveis por parte da imprensa local e regional. 


Em 1986, Manuela Lopes voltou a compôr e alguns dos seus temas originais viriam a ser incluídos num CD de edição de autor, intitulado "PAISAGENS", gravado em 1998.
Em 1986, actuando num conhecido "resort" de luxo algarvio, conheceu o director de orquestra alemão, James Last e o guitarrista britânico Rick Partiff, dos Status Quo, famosa banda de rock inglesa.


Entre 1987 e 1991, passou por diversas areas musicais como o jazz, blues, latin, funk, rock. Em 1992, actuou com o seu quinteto na Semana Académica da Universidade do Algarve, evento organizado anualmente por estudantes universitários, onde são apresentados músicos conhecidos de dentro e fora do país. Manuela Lopes abriu o concerto da cantora de jazz portuguesa Maria João e o seu trio, com Mário Laginha e Carlos Bica.


Em 1993, fez parte da peça teatral "Maldita Cocaína", de Filipe La Féria e nesse mesmo ano estreou-se no Hot Clube de Lisboa com o trio do pianista brasileiro, Ricardo Paulino. Em 1994 foi cantora convidada em diversos programas matinais da RTP 1.


Em 1995 integrou a primeira Big Band do Algarve, dirigida pelo conhecido contrabaixista e maestro Zé Eduardo, e actuou em diversos Festivais Internacionais de Jazz no Algarve, patrocinados por várias Câmaras Algarvias e pela Região de Turismo do Algarve. Partilhando os palcos algarvios com grandes nomes do jazz nacional e internacional como a cantora Norma Winstone, o trompetista Kenny Wheleer, o pianista Jonh Taylor, o Quarteto de António Hart, o pianista Bernardo Sasseti e muitos mais, Manuela Lopes ganhou maior exposição no panorama do jazz nacional, sendo referida pelo jornalista e crítico de jazz, António Curvelo, como fazendo parte da "...nova geração de cantoras jazzy em ascenção".
Em 1997, de regresso a Lisboa, actuou de novo com o seu quinteto no Hot Clube de Lisboa e Speakeasy, desta vez trazendo como convidado especial, o saxofonista andaluz, António Mesa. Nesse mesmo ano, foi convidada do programa de rádio " A menina dança?" de Zé Duarte.


Em 1999, actou com o seu quinteto no ESTJAZZ I, Festival de Jazz de Extremoz, no Alentejo. 
Em 2000 regressou aos palcos do Festival Internacional de Jazz de Loulé. Em 2003 fez parte da band "Funkarmónica", projecto do contrabaixista americano David Guasden, numa actuação única no teatro Lethes, em Faro.


Em 2004, actuou na XIV QUINZENA CULTURAL de Castro Verde, Alentejo. Nesse mesmo ano actuou com o quinteto do saxofonista holandês, Martin Teuscher, na primeira parte do concerto do cantor americano, All Jarreau, no Algarve. Em 2005 actuou com o seu quarteto no evento "Faro em Festa", "Faro Capital da Cultura". Em 2007, actuou no Museu do Trajo, em S. Brás de Alportel, Algarve.


Em 2008, Manuela Lopes e Zé Eduardo formaram um duo de jazz progressivo, os Be & Bop. O Duo inaugurou a Escola de Artes de Sines e actuou no Museu do Trajo, no Algarve. Nesse mesmo ano os Be & Bop actuaram no Teatro Joaquim de Almeida, no Montijo, uma iniciativa da JAZZAOCENTRO. Ainda esse ano Manuela Lopes participou num workshop do cantor de jazz americano J.D. Walter, em Faro no Algarve, uma iniciativa da A.G.M.. 


Manuela Lopes participou também no último CD editado pelo compositor angolano Zé Manel Martins, intitulado "ATLÂNTICO", com um tema original seu, "Sintonia". Em 2009, o Duo Be & Bop actuou no "Lounge" do Centro de Artes do Fundão, no MOAZZ, outra inicativa da JAZZAOCENTRO. Mais recentemente os Be & Bop actuaram no Café Inglês, em Silves e no Patio das Letras, em Faro. O 
Quinteto de Manuela Lopes, participou também numa iniciativa cultural da Câmara de Faro, actuando com o seu quinteto no "Coreto" em Faro, com temas originais da cantora, trazendo como músico convidado, o guitarrista João Cuña.


Contactos:
Tm: 919530757
E-mail: manuelalopes3@sapo.pt
Página web: http://www.myspace.com/manuelalopes


 
  Escritos e entrevistas  
 
   
Clubes  

 
   
Festivais  
 
   
Universidade de Aveiro
© 2006 UA | Desenvolvido por CEMED
 VEJA TAMBÉM... 
 José Duarte - Dados Biográficos