jazzportugal.ua.pt
HOME CONTACTOS BUSCA SUBSCRIÇÃO
 
agenda
media
escritos e entrevistas
músicos
jazzlinks
  escritos  ::  entrevistas  ::  trabalhos alunos UA  ::  e mail e fax  ::  riff  ::  Jazz de A a ZZ

escritos e entrevistas > riff > ver riff
mr. Simples versus José Duarte (IV)
12-07-2017
 


 

mr. Simples versus José Duarte (IV)

                                                                  julho 2017

 

"quando um s está entre vogais com valor de c cedilhado converte-se em dois ss para não soar como z

exemplos são mais que muitos: dezasseis dezassete… "

 

in "Pão com Manteiga"

Rádio Comercial 1980

 

                                                                                             

 

 

 

José Duarte – sabe quem ando a ler?....

mr. Simples – o novo testamento…

JD – de quem? o meu está escrito e sei-o de cor…

mr. Simples - e o velho?

JD – que se apoiem todos os velhos cumo eu o sou e gosto os mais antigos têm sempre razão filha da experiência

mr. Simples – deixe-me adivinhar quem está a ler… Júlio Diniz… ‘As pupilas do Sr. Reitor’…

JD – Gertrude Stein

mr. Simples – e percebe-a?

JD – não e cumo eu gostaria… ela escreve à Joyce que cumo irlandês que foi escreveu em inglês subvertendo-o … cada página de ‘Tender Buttons’ dá-me para uma semana…

mr. Simples – hermetic poetry…

JD – sabe quem eu conheci?

mr. Simples – Álvaro Cunhal

JD – acertou até o recebi no avião que o trouxe de Paris e sempre que depois o via ele dizia-me: «as classes na TAP existem cumo em Portugal» …

mr. Simples – o sr. Duarte distingue as classes sociais?

JD – peço desculpa mr. Simples mas não gosto quando ao falarem comigo se armam em inocentes…

mr. Simples – que falta de sentido de humor sr. José…

JD – pois saiba que eu distingo com facilidade sou uma pessoa     educada sou um homem distinto

mr. Simples – tinto é o meu preferido… quando me propõem branco digo sempre: «branco só gosto do Castelo de Camilo e de Cristina» …

JD – ganhou… consegui sorrir… tal qual os jovens hoje que se estão permanente mente a rir… mas de quê? há neste país algo que faça sequer sorrir?…

mr. Simples – a juventude é divertida anda muito em grupos… li num diário que nos concertos da NOS lá estiveram 55 mil pessoas

 JD – acho muitas… as pessoas… pois assim medem meças aos figurantes no tetra ou em Fátima ou na Luz só são mais ou menos a ‘multidão’ de pessoas nomeadas para reportar Pedrogão Grande… só agora reparei… Grande porquê Grande… PDI será?

mr. Simples – da Idade?

JD – não… da Ironia

mr. Simples – enfim… mas pergunto eu… cumo vai o jazz?

JD – «cumo vai o jazz sr. Zé Duarte?» é isso que me dizem os motoristas de táxi... vai mal… os Artistas a morrer…

mr. Simples – mas morrer morremos todos cumo dizia um amigo meu que já morreu…

JD – o trompetista negro-norte-americano Wallace Roney enviuvou da pianista Geri Allen que se foi-se embora…

mr. Simples – conhece-os?

JD – não só Geri e desde há décadas… certa noite em Manhattan NYC decidi ir àquele clube jazz e lá fui… hoje já não existe… a solo no palco pianando estava Geri e na assistência éramos 3 eu e um casal de negros ‘antigo’… foi a primeira vez que lhe falei o gig acabou e fui falar com ela bonita cumo sempre foi e jovem… menti-lhe disse que selecionava discos seus para os divulgar no meu radio show cumo eles dizem e que os ouvintes muito gostavam de seu jazz… noblesse oblige… e para finalizar falei na injustiça de nessa noite haver pouco público… e ela «aqueles dois são minha Mãe e meu Pai»

mr. Simples – bonita história sim senhor…

JD – verdade pura verdade vivida por mim branco sozinho em NY…

mr. Simples - conhece uma jornalista que se chama Joana?

JD – Gorjão Henriques nunca a vi só nos telefonámos  mas já li textos por ela escritos e assim conheço sua dela atividade…

mr. Simples – que é?...

JD – escrever na imprensa e em livro

mr. Simples – sobre…

JD - «racismo em português» assim se chama seu livro… se esperar até agosto que aí vem então lerei extratos de sua escrita que nos reporta sua experiência nas antigas colónias portuguesas… ficará a saber o que nunca soube… tal qual eu…

mr. Simples – falta muito para agosto chegar sr. Duarte?

JD – a Liberdade e com ela vivermos chega sempre… há só que estarmos permanentemente atentos em luta e venceremos

 

joseduarte@ua.pt 

3 julho 2017 são 22h e 51m

 

 

 

 

 
  Escritos e entrevistas  
 
   
Clubes  
Cantaloupe Café
 
   
Concertos  
 
   
Festivais  
 
   
Universidade de Aveiro
© 2006 UA | Desenvolvido por CEMED
 VEJA TAMBÉM... 
 José Duarte - Dados Biográficos